Logomarca da Internacional Organization for Standardization (ISO)

As normas de qualidade ISO foram criadas pela Organização Internacional de Padronização com o intuito de melhorar e garantir bons produtos e serviços. Dessa forma, a pessoa que vê o logo ISO em qualquer lugar do mundo consegue entender que existe um grau de qualidade atestado pela entidade, cumprindo requisitos específicos, de acordo com a categoria.

É por isso que o mercado de tradução também é regido por normas de qualidade, no caso, a ISO 17100, voltada especificamente para a área, complementando a conhecida ISO 9001.

Entre as exigências estão: qualificação acadêmica mínima para o profissional (tradutor e revisor); processos para gerenciar projetos de tradução; necessidade de processos que garantam a qualidade linguística do serviço; segurança e recuperação de dados.


Na pós-graduação em Tradução oferecida pela Coordenadoria Cult, seja de Inglês ou de Espanhol, o aluno tem contato com diversos profissionais da área, que trabalham constantemente com controle de qualidade, podendo dar um panorama mais aprofundado em várias áreas da Tradução. O curso é pioneiro no Brasil, capaz de gabaritar o aluno na ISO 17100, além de ser recomendado pela Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes (Abrates) e pelo Sindicato Nacional dos Tradutores (Sintra).

O assunto normas de qualidade ISO para o mercado de tradução foi tema de uma das palestras que aconteceu em outubro de 2019, no Rio de Janeiro, durante a Jornada de Tradução, ministrada pelo atual presidente da Abrates, Ricardo Souza. Você pode conferir o conteúdo completo no YouTube. Aproveite para se inscrever no canal da Cult Estácio e não perder nenhuma atualização!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *