Você sabia que a audiodescrição é considerada uma forma de tradução audiovisual intersemiótica pelos Estudos da Tradução?

Este recurso de acessibilidade é voltado para pessoas que possuam qualquer tipo de deficiência visual, caracterizando um público-alvo bastante heterogêneo, o que deve ser considerado na hora que o profissional estiver trabalhando no produto.

Além disso, a audiodescrição já é regulamentada, por meio de um decreto-lei, e também normatizada pela ABNT, ampliando o acesso a materiais audiovisuais que contenham o recurso.


Na pós-graduação em Tradução Audiovisual oferecida pela Coordenadoria Cult, seja de Inglês ou de Espanhol, o aluno tem uma disciplina completa sobre o assunto, ministrada pela professora Gabriela Baptista. O curso é pioneiro no Brasil: o único de nível superior focado totalmente em teorias, técnicas e práticas de tradução de recursos audiovisuais.

O assunto foi tema de uma das palestras que aconteceu em outubro de 2019, no Rio de Janeiro, durante a Jornada de Tradução. E você pode conferir o conteúdo completo no YouTube. Aproveite para se inscrever no canal da Cult Estácio e não perder nenhuma atualização!

*Publicado em 24/12/2019, por Esther Morel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *